Tratamentos naturais para resfriado infantil

O inverno é uma estação que requer um cuidado extra com a saúde. Nesta época do ano há uma incidência maior de gripes e resfriados, especialmente em crianças. Por isso, é importante procurar manter o sistema imunológico dos nossos pequenos sempre em boa forma através da prática dos 8 remédios naturais providos por Deus na natureza. No entanto, vivemos em um mundo contaminado, por isso, nem sempre conseguimos evitar as doenças. Se acontecer de seu filho ficar resfriado neste inverno, partilho a seguir uma série de tratamentos naturais que poderão ajudá-lo a melhorar sem ter que recorrer à farmácia. As quantidades indicadas abaixo equivalem para um bebê de aproximadamente 8 quilos.
Confiança em Deus: Esse tratamento deve ser o primeiro a ser aplicado. A confiança em Deus é fundamental para o sucesso dos demais tratamentos. Busque a Deus em oração sempre que aplicar um tratamento pedindo que, por Sua graça, seus esforços tenham o resultado esperado. Ele não o decepcionará!
Água de alho: Colocar 3 dentes de alho de molho em meio copo de água por 3 horas. Dar 20ml de água de alho de 3 em 3 horas. Utilizar a mesma água apenas no prazo de um dia. Depois disso, fazer nova receita.
Alerta: Não faça uso desse recurso se a criança tiver que ser submetida a uma cirurgia, pois o alho diminui significativamente o processo de coagulação sanguínea, representando um sério risco de hemorragia em caso de cirurgias.
Própolis: Associado à água de alho, dar 4 gotas de própolis (recomendo o extrato aquoso de própolis) misturado em 20 a 30ml de água 3 vezes ao dia. Por causa do gosto forte, pode ser que a criança não queira tomar. Nesse caso, substitua a água por 50ml de água de coco verde ou qualquer outro suco natural (não industrializado e sem açúcar) rico em vitamina C, como laranja, uva, cenoura, etc.
Limão: Além da água de alho e do própolis, dar suco de 1/8 de limão 3 vezes ao dia. Como o gosto do limão não é muito agradável para a criança, uma dica é misturar o suco de limão na papinha de frutas ou em outro suco natural de sabor mais agradável.
Hidratação: A hidratação é muito importante para ajudar no restabelecimento da saúde da criança, por isso, oferecer água, água de coco verde ou sucos naturais ricos em vitamina C (não industrializados e sem açúcar) algumas vezes por dia.
Alimentação: Procurar oferecer alimentos leves e de fácil digestão a fim de não sobrecarregar o organismo e dar-lhe um “fôlego” para combater o resfriado. Caprichar nas frutas e legumes, abolir (de preferência para sempre) o açúcar, a fritura, os alimentos gordurosos e os industrializados.
Inalação: Se houver tosse e peito cheio, é necessário fazer inalação com chá de sálvia e eucalipto misturado ao soro fisiológico. A inalação pode ser feita quantas vezes for possível ao longo do dia. As folhas de sálvia e de eucaplipto podem ser encontradas em lojas de fitoterápicos ou em casas de produtos naturais.
Envoltório: Além da inalação, é importante fazer o envoltório para ajudar a desprender o catarro do peito. Para isso, basta fazer um chá de folha de eucalipto e mergulhar uma toalha grossa no chá ainda bem quente. Torcer e colocar em volta do peito da criança, envolver com outra toalha seca e um cobertor. Deixar agir por aproximadamente 20 minutos. IMPORTANTE: Antes de colocar a toalha quente em volta do peito da criança, verificar se a temperatura é suportável em sua própria pele (escolher uma parte sensível do corpo para fazer o teste, como peito ou barriga) para não correr o risco de machucar a criança.
Febre: Aprendi com o nosso querido pediatra que a febre é uma aliada, não uma inimiga. Por isso, em vez de medicar assim que o termômetro subir, o ideal é ficar atento e apenas controlar com um banho morno-frio para evitar que a temperatura suba demais. A febre é uma excelente aniquiladora de bactérias e vírus e realiza uma verdadeira limpeza no organismo. Se a temperatura subir muito, além do banho morno-frio, aplicar um emplasto de argila no baixo ventre e colocar um pano frio na testa.
Espero que você não precise aplicar esses tratamentos, mas se precisar, não fique com medo. Eles parecem simples, mas funcionam!
Para conhecer outros tratamentos naturais para crianças, clique aqui.
AVISO IMPORTANTE: As informações apresentadas aqui NÃO DEVEM ser usadas para substituir o diagnóstico clínico habilitado. PROCURE SEMPRE UM PROFISSIONAL COMPETENTE para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar medicamentos. Todo material publicado neste site possui caráter apenas informativo.
Editora do site Vida Campestre

Gostou deste conteúdo? Então assista o nosso mais novo vídeo...