Uma adolescente que mudou seus hábitos

Mariana com seu pai

Tinha 12 anos quando entendi que deveria realizar minha própria devoção diária. Resolvi praticar, então, o que tinha entendido como dever. Mas qual não foi minha surpresa quando descobri que não gostava de ler a Bíblia ou o Espírito de Profecia! Na verdade, sempre achei que gostava de ir a igreja, estudar a lição da escola sabatina, ler a Bíblia, orar, etc. Mas isso não enchia verdadeiramente meu coração. Deixe-me explicar melhor:

Entre os convites para o sábado à noite: “Vamos assistir um filme?” e “Que tal estudar a Bíblia agora?” qual dos dois você acha que eu gostaria mais? Entre “Quer jogar um pouco?” e “Vou ao culto, vamos?” qual dos dois meu coração preferiria? Certamente as primeiras opções (últimas???). Meu deleite não estava nas coisas espirituais, apesar de apreciá-las de uma certa maneira.
Mas, quando me deparei com essa realidade, pedi ao Senhor que pudesse exclamar com sinceridade: “Deleito-me em fazer a Tua vontade”, como está escrito em Salmos 40:8. Orava para que Deus me desse gosto pela Sua Palavra. E não esperei até que Ele impusesse esse desejo em mim, mas continuei fazendo meu culto todos os dias, mesmo sem vontade.
Então, pouco a pouco, notei que conseguia ler mais páginas de uma vez (a princípio, meu máximo era uma página), e fui tomando gosto pela Bíblia e pelo Espírito de Profecia [vale notar que na mesma época parei de assistir filmes – televisão em geral – e de ler ficção ou qualquer outra coisa que não fosse espiritual]. Hoje, posso dizer que gosto verdadeiramente de ler a Palavra do Senhor. Posso passar horas sem me cansar. Deus fez esse milagre em mim.
O mesmo aconteceu com a alimentação, vestimenta, música e vários outros aspectos da vida cristã. Meu paladar se acostumou com a comida certa, meus olhos e meu corpo com a vestimenta adequada, meu ouvido e minha voz com a música “celeste”.
Quando nos deparamos com as ordens de Deus – ou conselho, que na verdade, não faz diferença. Se vem de Deus e rejeito, estou indo contra Sua vontade -também nos deparamos com Sua promessa de vitória e regozijo no Senhor (1 Coríntios 10:13). Temos fé que Deus é onisciente? Confiamos que Sua vontade é o melhor para nossa vida? Então, decidamos praticá-la! Ele é fiel (1 Tessalonicenses 4:24), e em Seu poder temos forças. Nunca por nós mesmos, sempre em Cristo. Então Ele cumprirá a primeira promessa feita aos humanos, de que poria em nós a inimizade contra a serpente e a amizade para com Deus (Gênesis 3:15), seja instantaneamente ou ao longo do tempo.
É simples: buscar Sua vontade, aceitá-la, decidir pô-la em prática, pedir poder de Deus e Seu Espírito, ter fé, regozijar-se no Senhor. Isso é obra do Espírito em nós. Esse é o novo coração de Cristo quer nos dar. Precisamos agir em cooperação com Ele e descansaremos em Seu amor.
Não éum milagre que possamos declarar com sinceridade: “Deleito-me em Ti”?
Por Mariana Carnassale – Vida Cristã

Clique aqui para assistir um vídeo sobre o testemunho dessa adolescente e saber como Deus tem atuado em sua vida.

Gostou deste conteúdo? Então assista o nosso mais novo vídeo...