Como ter ânimo nas aflições

Marily_AnimoAflicoes

Todos nós sabemos que a vida não é um mar de rosas. Cristo mesmo disse: “No mundo tereis aflições.” Porém (e felizmente!) ele continua: “Mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (João 16:33). Como então ter ânimo em meio às aflições? As citações abaixo, que Deus usou para me trazer alívio em um momento sombrio da vida e tem me trazido à memória quando necessário, respondem a essa pergunta…

1. Ter comunhão com Deus (orar e estudar Sua Palavra)

“Vinde a Mim todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei.” (Mateus 11:28)

“Cristo é a fonte da vida. […] Quando a luz solar do amor de Deus ilumina as mais escuras câmaras da alma, cessam o desassossego, a fadiga e o descontentamento, e satisfatórias alegrias virão dar vigor à mente, saúde e energia ao corpo.” (WHITE, p. 247)

“Entrando em comunhão com o Salvador, penetramos na região da paz.” (WHITE, p. 250)

2. Crer que Deus pode solucionar qualquer problema

“Não veio sobre vós tentação senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.” (1 Coríntios 10:13)

“No caminho que conduz à cidade de Deus não há dificuldades que os que nEle confiam não possam vencer. Não existem perigos de que não lhes seja possível escapar. Não há uma tristeza, uma ofensa, uma fraqueza humana para a qual não haja Ele provido o remédio.” (WHITE, p. 249)

3. Submeter-se a Deus

“Tomai sobre vós o Meu jugo, e aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o Meu jugo é suave e o Meu fardo é leve.” (Mateus 11:29 e 30)

“Os que submetem a vida a Sua direção e a Seu serviço, jamais se verão colocados numa posição para a qual Ele não haja tomado providências. Seja qual for nossa situação, se somos cumpridores de Sua Palavra, temos um Guia a nos dirigir o caminho, seja qual for nossa perplexidade, temos um seguro Conselheiro; seja qual for nossa tristeza, perda ou solidão, possuímos um Amigo cheio de compassivo interesse.” (WHITE, p. 248 e 249)

4. Esperar com paciência a solução de Deus

“Por que está abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda O louvarei, o qual é a salvação da minha face, e o meu Deus.” (Salmos 42:11)

“Esperei com paciência no Senhor, e Ele Se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor. Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos. E pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus.” (Salmos 40:1-3)

5.  Não antecipar aflições

“Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.” (Mateus 6:34)

“Achamo-nos num mundo de sofrimento. Dificuldades, provações e dores nos aguardam em todo o percurso para o lar celeste. Muitos existem, porém, que tornam duplamente pesados os fardos da vida por estarem continuamente antecipando aflições. Se têm de enfrentar adversidade ou decepção, pensam que tudo se encaminha para a ruína, que sua sorte é a mais dura de todas, que vão por certo cair em necessidade. Trazem assim sobre si o infortúnio, e lançam sombras sobre todos os que os rodeiam. A própria vida se lhes torna um fardo. Mas não precisa ser assim.” (WHITE, p. 247 e 248)

6. Fixar a mente em coisas positivas

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” (Filipenses 4:8)

“Custará um decidido esforço o mudar a corrente de seus pensamentos. Mas a mudança se pode operar. Sua felicidade, tanto nesta vida como na futura, depende de que fixem a mente em coisas animadoras. Desviem-se eles do sombrio quadro, que é imaginário, voltando-se para os benefícios que Deus lhes tem espargido na estrada, e para além destes, aos invisíveis e eternos.” (WHITE, p. 248)

“Frequentemente vosso espírito se poderá nublar por causa do sofrimento. Não busqueis pensar então. Sabeis que Jesus vos ama. Ele compreende vossa fraqueza. Podeis fazer Sua vontade com o simples repousar em Seus braços.” (WHITE, p. 251)

7. Resistir aos sentimentos negativos

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” (Jeremias 17:9)

“Não é sábio olhar-nos a nós mesmos, e estudar nossas emoções. Se assim fazemos, o inimigo apresentará dificuldades e tentações que enfraquecerão a fé e destruirão o ânimo. Estudar atentamente nossas emoções e dar curso aos sentimentos é entreter a dúvida, e enredar-nos em perplexidades. Devemos desviar os olhos do próprio eu para Jesus.” (WHITE, p. 249)

“É um positivo dever resistir à melancolia, às idéias e sentimentos de descontentamento – dever tão grande como é orar.” (WHITE, p. 251)

8. Ser sempre grato a Deus

“Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” (I Tessalonicenses 5:18)

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” (Romanos 8:28)

“Coisa alguma tende mais a promover a saúde do corpo e da alma do que um espírito de gratidão e louvor.” (WHITE, p. 251)

9. Não reclamar

“E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor.” (1 Coríntios 10:10)

“Se nos destinamos ao Céu, como poderemos ir qual bando de lamentadores, gemendo e queixando-nos por todo o caminho da casa de nosso Pai?” (WHITE, p. 251)

“É uma lei da natureza que nossas idéias e sentimentos sejam animados e fortalecidos ao lhes darmos expressão. Ao passo que as palavras exprimem pensamentos, é também verdade que estes seguem aquelas. Se exprimíssemos mais a nossa fé, mais nos regozijássemos nas bênçãos que sabemos possuir – a grande misericórdia e o amor de Deus – teríamos mais fé e maior alegria. Língua alguma pode traduzir, nenhuma mente conceber a bênção que resulta de apreciar a bondade e o amor de Deus. Mesmo na Terra podemos fruir alegria como uma fonte inesgotável, porque se nutre das correntes que emanam do trono de Deus.” (WHITE, p. 251-253)

“Quando alguém vos pergunta como vos sentis, não penseis em qualquer coisa triste para contar a fim de atrair simpatia. Não faleis de vossa falta de fé e de vossas aflições e sofrimentos. O tentador se deleita em ouvir palavras assim. Quando falais em assuntos sombrios, estais a glorificá-lo. Não nos devemos demorar no grande poder de Satanás para nos vencer. Entregamo-nos muitas vezes em suas mãos por falar no poder dele. Falemos ao contrário no grande poder de Deus para ligar aos Seus todos os nossos interesses. Falai do incomparável poder de Cristo, e de Sua glória.” (WHITE, p. 253)

10. Louvar a Deus

“Cantai-Lhe, cantai-Lhe salmos; falai de todas as Suas maravilhas. Gloriai-vos no Seu santo nome; alegre-se o coração daqueles que buscam ao Senhor.” (Salmos 105:2 e 3)

“Eduquemos, pois, o coração e os lábios a entoar o louvor de Deus por Seu incomparável amor. Eduquemos a alma a ser esperançosa, e a permanecer na luz que irradia da cruz do Calvário. Nunca devemos nos esquecer de que somos filhos do celeste Rei, filhos e filhas do Senhor dos Exércitos. É nosso privilégio manter um calmo repouso em Deus.” (WHITE, p. 253)

“Que o louvor e ações de graças sejam expressos em cânticos. Quando tentados, em lugar de dar expressão a nossos sentimentos, ergamos pela fé um hino de graças a Deus.” (WHITE, p. 253)

11. Ajudar os outros

“[…] repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres abandonados; e quando vires o nu, o cubras […] Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do Senhor será a tua retaguarda. Então clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e Ele dirá: Eis-me aqui. Se […] abrires a tua alma ao faminto, e fartares a alma aflita; então a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.” (Isaías 58:7-10)

“Um dos mais seguros impedimentos à restauração dos enfermos é o concentrarem a atenção em si mesmos. Muitos inválidos acham que todo o mundo lhes devia mostrar simpatia e dar auxílio, quando o que eles precisam é desviar a atenção de si mesmos e pensar nos outros, e deles cuidar. […] Dissipar-se-ão as trevas de seu próprio coração enquanto buscam auxiliar a outros. Ao buscarmos confortar nosso semelhante com o conforto com que nós mesmos somos confortados, a bênção nos é devolvida.” (WHITE, p. 256)

A maioria dessas citações se encontra no capítulo 18 do livro A Ciência do Bom Viver, intitulado “A cura mental”, que tem trazido cura física, mental e espiritual a tantos corações abatidos como o meu. Vale a pena ler não só o capítulo todo, mas todo o livro!

Referência

WHITE, Ellen. A ciência do bom viver. 10. ed. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2004.

Assinatura_Marily

Gostou deste conteúdo? Então assista o nosso mais novo vídeo...