Ferro: depoimento de uma moça vegetariana estrita – por Fernanda Santos

Sabe-se que o ferro é um componente vital da hemoglobina, que transporta oxigênio para as células, participando assim, da produção e liberação de energia no corpo. Também é essencial no processo de crescimento e desenvolvimento do organismo.

A manutenção das taxas normais de ferro é fundamental para a sobrevivência e para o bom funcionamento do organismo, por isso gostaria de dar meu próprio depoimento em relação à taxa de ferro no meu organismo. Segundo Guimarães (2008) a deficiência de ferro é a deficiência nutricional mais comum em todo o mundo – estima-se que 500 milhões de pessoas sejam anêmicas. E as mulheres estão em maior risco, principalmente durante a adolescência, a vida reprodutiva e durante a gestação.

Assim sendo, por ser do sexo feminino e por ser vegetariana estrita, geralmente algumas pessoas pensavam que em meu sangue poderia estar faltando algum nutriente essencial, inclusive minha médica clinica geral. Ao fazer meus exames de rotina, ela pediu que eu fizesse um exame para verificar minha taxa de ferro no sangue. Sem hesitar, fiz. Para surpresa da médica, ao ver o resultado, verificou que meu ferro estava até um pouco acima do normal estipulado pelo exame, e então ela falou “Nossa! Pensei que seu ferro estaria baixo por você ser vegetariana, mas você está muito bem”. No ano seguinte fiz o mesmo exame novamente. E mais uma vez verificou-se que meu ferro estava alto e dentro do normal.

Além do exame de ferro, também costumo fazer outros, aqueles que geralmente todo mundo pensa que vai estar baixo por eu ser vegetariana, como cálcio e proteína, porém sempre que faço, as taxas estão no máximo ou quase chegando perto.

Para complementar, gostaria de deixar algumas dicas de boas fontes vegetais de ferro que consumo bastante em minha dieta:

  • leguminosas (com destaque para lentilha, grão-de-bico e soja);
  • castanhas (com destaque para a castanha-de-caju);
  • sementes (com destaque para as sementes de abóbora e de gergelim);
  • vegetais verde-escuros (especialmente a couve);
  • frutas secas (damasco, ameixa e uva-passa);
  •  melado da cana-de-açúcar;
  • cereais integrais.

Não se esqueça: se você quer seguir a dieta original que nosso Criador nos deu, todos esses alimentos devem estar presentes em abundância em sua dieta.

É bom lembrar que alimentos ricos em vitamina C (acerola, caju, kiwi, goiaba e laranja) facilitam e aumentam a absorção de ferro no organismo. Neste ponto, os vegetarianos, por ingerirem maiores quantidades de frutas e verduras, acabam tendo mais quantidades de vitamina C e absorvem mais ferro. Outro ponto que precisamos destacar é de que alguns estimulantes dificultam a absorção do ferro, como o café, chá preto e chá verde.

            Então, seja cada vez mais saudável, eliminando alimentos nocivos e comendo o suficiente daqueles que Deus nos deixou em abundância. Um grande abraço!

 Fonte: GIMARÃES, George. Ferro na dieta vegetariana. 2008. Disponível em: <http://www.nutriveg.com.br/ferro-na-dieta-vegetariana.html>. Acesso em: 5 ago. 2012.

Por Fernanda Santos – Mente Saudável, Vida Feliz!

Gostou deste conteúdo? Então assista o nosso mais novo vídeo...