Integral ou refinado? Entenda o que acontece até o alimento chegar a sua mesa

integral-refinado-saude-pa%cc%83o-farinha

Qual seria a diferença básica entre um alimento integral e um refinado? O alimento refinado é aquele que no processamento industrial sofre transformações em sua estrutura através da retirada de algumas partes do grão como película e germe. Assim, também acabam perdendo fibras, vitaminas e minerais, já o integral não há essa retirada, ou seja, o grão permanece íntegro, sem perdas em sua estrutura e assim preserva os nutrientes contidos.

Basicamente é isso, porém há muitas coisas por trás dessa “retirada de algumas partes”.

Essa semana eu estava lendo uma matéria que dizia respeito à importação de farinha de trigo da Itália para a produção de panetone.  Quando vi a chamada, fiquei intrigada, pois a farinha de trigo argentina, segundo meus professores de Agronomia, era uma das melhores que existia.

Quando li a reportagem entendi o porquê da importação: a farinha usada no Brasil (e em vários outros países) passam por um processo chamado BRANQUEAMENTO, pra deixá-la bem branquinha, do jeito que a dona de casa gosta. Esse processo de branqueamento usa produtos químicos fortes, e que não sabemos o que pode fazer com a nossa saúde.

Mas, onde eu quero chegar com isso tudo?! Nos produtos ditos integrais, não há alteração no grão, ou seja, não há perdas de vitaminas e nutrientes. Assim, os integrais proporcionam uma maior saciedade quando ingeridos. Basicamente é por isso que toda dieta “da moda” faz o uso dos integrais.

Um exemplo do que o refinamento pode fazer com os alimentos está no açúcar. Eu conheço 4 “tipos” de açúcar: mascavo, demerara, refinado e orgânico. A diferença entre eles está, basicamente, no refinamento:

  • Açúcar mascavo: não passa por refinamento. É extraído da cana-de-açúcar e mantém as mesmas vitaminas e sais minerais dessa planta.
  • Açúcar demerara: passa por um leve processo de refinamento. Não recebe aditivos químicos. Por isso, mantém as vitaminas e sais minerais no mesmo nível que o mascavo.
  • Açúcar refinado: é processado a partir do melado de cana ou do açúcar mascavo. O produto, que inicialmente é marrom, recebe adição de diversas substâncias para ficar claro. Nesse processo, ele perde vitaminas e sais minerais.
  • Açúcar orgânico: com valores nutricionais similares ao mascavo e ao demerara, tem a vantagem de ser livre de aditivo tóxico no processo do plantio da cana-de-açúcar.

 

Deu pra entender com esse exemplo? Quanto mais refinado, mais “branco” fica e com menos vitaminas.

Basicamente, o integral é melhor, pois conserva as suas propriedades nutritivas (fibras, vitaminas, minerais) que são importantes para a nossa saúde!

Deus criou todos os alimentos para o ser humano, sabendo de todas as suas necessidades, colocando em cada vegetal o que necessitamos de forma mais pura e bela. E o homem, ao refinar esses alimentos, acaba por perder tudo o que Deus colocou de bom ali…

Pensando nisso… vamos aderir o integral?

 

Assinatura_Lucianne

Gostou deste conteúdo? Então assista o nosso mais novo vídeo...