Estar em depressão é estar longe de Deus?

Sinto-me pequeno para discorrer sobre esse tema. Devemos ter em mente que somente Deus é o juiz que conhece o coração de cada filho Seu; nós vemos apenas o exterior. Este artigo não se propõe a relacionar todas as possíveis causas da depressão, mas busca abordar a principal solução, acredito ser a única.

É importante lembrar que as promessas de Deus nunca falham, pois Fiel é Aquele que promete. Com esse pensamento, vejamos Êxodo 15:26: “Se ouvires atento a voz do Senhor teu Deus, e fizeres o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito; porque eu sou o Senhor que te sara“.

O sábio rei Salomão, sob inspiração divina escreveu: “Há um grave mal que vi debaixo do sol, e atrai enfermidades: as riquezas que os seus donos guardam para o seu próprio dano” (Eclesiastes 5:13). Creio que podemos ampliar o conceito de acumular ou desejar riquezas para qualquer outro aspecto egocêntrico. Nesse sentido, não só depressão mas outras enfermidades podem ocorrer quando nos tornamos o centro de nossas próprias atenções, quando passamos a olhar em primeiro lugar para nós mesmos e achar que a felicidade é um tributo que o mundo nos deve.

Poderia discorrer sobre o insalubre estilo de vida moderno, sobre guardar mágoas, ou sobre não buscar de Deus o perdão ou por não aceitá-lo, trabalhar demais ou nada fazer de útil, mas para todos essas situações o remédio é o mesmo. O tratamento proposto pela Palavra de Deus é uma vida de abnegação e total submissão a Ele: “Porventura não é este o jejum que escolhi, que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo e que deixes livres os oprimidos, e despedaces todo o jugo? Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres abandonados; e, quando vires o nu, o cubras, e não te escondas da tua carne? Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do SENHOR será a tua retaguarda” (Isaías 58:6-8).

Pelas próprias forças não conseguiremos realizar as mudanças necessárias em nosso caráter que produzem a cura verdadeira, mas o mesmo Senhor que propõe o método curativo, também realiza o milagre da transformação, se tão somente entregarmos a Ele nossa vontade, através da decisão sincera de servi-lO. O mesmo Jesus que “percorria toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo” (Mateus 4:23), tem o mesmo interesse em curar cada sofredor deste mundo, desde que confiemos inteiramente nEle e façamos a nossa parte seguindo incondicionalmente Suas ordens (o que inclui as leis de saúde). Jesus disse: “Quem Me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida” (João 8:12).

Neste mundo corrompido e prestes a acabar somos apenas peregrinos e forasteiros rumo a uma Pátria melhor. Cristo quer curar-nos principalmente dos defeitos de nosso caráter e de tudo que venha nos impedir de viver em harmonia com Sua vontade. Estamos nós dispostos a receber essa cura, através do verdadeiro e eficaz tratamento?

Por Mauro Carnassale

Gostou deste conteúdo? Então assista o nosso mais novo vídeo...