Escolha seu esporte preferido e mantenha a forma entre amigos

Não seria bom se você pudesse se divertir ao mesmo tempo em que entra em forma? Pois saiba que é possível. Praticando esportes coletivos você emagrece, melhora a coordenação motora e ainda faz amigos.

Uma pesquisa da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, mostrou que jogar futebol é melhor do que correr. Pesquisadores acompanharam o desempenho de 100 mulheres saudáveis divididas em três grupos. O primeiro jogou futebol, o segundo correu e o terceiro não praticou nenhuma atividade. Depois de quatro meses, todas foram submetidas a exames. Em termos de saúde, boleiras e corredoras ficaram empatadas. Mas as mulheres que jogaram futebol tiveram maior fortalecimento muscular. A explicação? Enquanto as corredoras se exercitam pensando em emagrecer, as jogadoras o fazem pensando em se divertir e interagir com outras pessoas, o que é mais motivador.

Jogar futebol gasta, em média, 600 calorias por hora. Mas se essa não é a sua praia, há várias outras opções: handebol (600 calorias/hora), tênis (500 calorias/hora), basquete (400 calorias/hora), vôlei (300 calorias/hora), frescobol (400 calorias/hora) e futvôlei (600 calorias/hora).

“Esportes coletivos tendem a ser um pouco mais completos e divertidos do que uma corrida na esteira, por exemplo. Há trabalho cardiovascular e de musculaturas especificas”, explica a técnica de futsal Paula Matsushita. Ela também explica que essas atividades ajudam a desenvolver a coordenação motora, até mesmo na idade adulta.

Mulheres que praticam futebol trabalham mais os membros inferiores. Quem opta pelo handebol, define peitoral, ombros, braços e pernas. Os agachamentos do vôlei ajudam a deixar o bumbum bem torneado, além de trabalhar braços e abdômen. O basquete exige equilíbrio e impulsão e põe para trabalhar músculos dos ombros, braços, pernas e bumbum.

Para evitar lesões, o ideal é conciliar a prática de esportes à musculação. “Um fortalecimento muscular é bem vindo para prevenir lesões articulares. Elas geralmente são acompanhadas de um preparo físico inadequado e por excesso de atividade”, explica Paula. A técnica afirma que a maior parte dos erros acontece quando não houve um ensino adequado da modalidade.

Alongue-se antes e depois do exercício. O alongamento prévio, associado a um bom aquecimento, estica a fibra muscular ao tamanho máximo (como um elástico), prevenindo lesões. Durante o exercício, as fibras musculares se encurtam. Por isso também é importante alongar-se depois da atividade, para que as fibras voltem ao tamanho normal.

Antes de qualquer atividade física, o aluno deve passar por uma avaliação e, a partir dos resultados, adequar o treino de acordo com suas características. Se for praticar atividades ao ar livre não se esqueça de manter-se sempre muito bem hidratado e passar um filtro solar potente.

E lembre-se: o barato pode sair caro. Invista em calçados específicos para a modalidade que for praticar. Tênis de má qualidade não amortecem o impacto e podem sobrecarregar as articulações do joelho, pé e tornozelo. Em casos graves, você pode acabar com músculos ou tendões inflamados ou até mesmo terminar com uma fratura por estresse, dependendo do impacto empregado.

Fonte: Minha Vida

Gostou deste conteúdo? Então faça o download do nosso livro digital gratuito...

Gostou deste conteúdo? Então conheça agora o nosso método para se tornar vegetariano...

Gostou deste conteúdo? Então assista esta super aula online que nós preparamos para você...

Gostou deste conteúdo? Então assista esta super aula online que nós preparamos para você...