Exercícios físicos – por Roger Oliveira

Print Friendly

Atualmente há quem possa criar uma série de empecilhos para dar aquela caminhadinha rápida até a padaria da esquina, à casa do amigo a duas quadras, ou mesmo a tão necessária e simples caminhada diária como atividade física. O que ninguém pode negar, porém, é que a prática regular de atividade física traz benefícios à saúde que se manifestam em todos os aspectos de nossa vida.

Com relação à saúde física, é possível observar perda de peso, queda da porcentagem de gordura corporal, redução da pressão arterial, melhora do diabetes, diminuição do colesterol total e aumento do HDL (o colesterol bom). Todos esses benefícios auxiliam na prevenção e no controle de doenças, sendo importantes para a redução da mortalidade associada a elas. Exemplo: a pessoa que deixa de ser sedentária e passa a ser um pouco mais ativa diminui o risco de morte por doenças do coração em 40%. Isso mostra que uma pequena mudança nos hábitos é capaz de proporcionar uma grande melhora na saúde e na qualidade de vida.

No campo da saúde mental, a prática de exercícios ajuda na regulação das substâncias relacionadas ao sistema nervoso, melhora o fluxo de sangue para o cérebro, ajuda na capacidade de lidar com problemas e com o estresse. Além disso, auxilia também na manutenção da abstinência de drogas e na recuperação da autoestima. Há redução da ansiedade e do estresse, ajudando no tratamento da depressão.

Na área social, a prática de exercícios promove mudanças corporais, melhorando a autoestima, autoconfiança, afetividade, integração social e cultural, aumentando, assim, a socialização, podendo exercer efeitos no ambiente  profissional e familiar.

Não podemos deixar de fora os benefícios espirituais, principalmente quando os exercícios são feitos em meio à natureza. Realizar uma caminhada em um parque, observando a natureza, refletindo sobre o amor e a grandiosidade de Deus ao criar a fauna e a flora com detalhes tão únicos e belos, faz-nos mais próximos de Deus ao reconhecermos na natureza o Seu poder e amor.

Para praticar exercícios, é importante que a escolha seja individual, pois a prática regular e a continuidade dependerão do prazer que a pessoa sente em realizá-la. Dessa forma não adianta indicar uma atividade que a pessoa não se sinta bem praticando. Algumas atividades dependem de habilidades específicas, e para conseguir realizá-las, a pessoa deve seguir um programa de condicionamento gradual, começando por atividades mais leves.

Algumas pessoas pensam que a prática de exercícios físicos pode ser realizada somente por adultos. De forma alguma, por ser uma escolha individual, pode ser realizada por todas as faixas etárias, seguindo as devidas recomendações.

No grupo das crianças e jovens, além de ser importante na aquisição de habilidades psicomotoras, a atividade física é importante para o desenvolvimento intelectual, favorecendo um melhor desempenho escolar e também melhor convívio social. A prática regular de exercícios pode funcionar como uma via de escape para a energia “extra normal” das crianças, ou seja, sua hiperatividade.

Já no grupo dos idosos, a falta de aptidão física e a capacidade funcional pobre são umas das principais causas de baixa qualidade de vida nessa faixa etária. Com o avanço da idade, há uma redução da capacidade cardiovascular, da massa muscular, da força e flexibilidade musculares, sendo que esses efeitos são exacerbados pela falta de exercício. Antes do início da prática de exercícios, o idoso deve passar por uma avaliação médica cuidadosa e realização de exames. Isso permitirá ao médico indicar a melhor atividade, que pode incluir: caminhada, exercício em bicicleta ergométrica, natação, hidroginástica e musculação.

Há também importantes orientações para as gestantes. É necessário a todas as gestantes um trabalho corporal a cada trimestre da gestação, para facilitar a adequação às alterações que ocorrem nesse período. Uma melhor capacidade cardiorrespiratória facilita a realização das atividades domésticas; uma melhoria das condições musculares e esqueléticas ajuda na adaptação às mudanças posturais e no trabalho de parto. Além disso, é de extrema importância a autoestima, a convivência com outras gestantes e os sentimentos de segurança e de felicidade.

Recomendações gerais importantes:

• Uso de roupas e calçados adequados e confortáveis.
• Ingestão de grandes quantidades de líquidos antes do exercício.
• Praticar atividades apenas quando estiver se sentindo bem.
• Iniciar as atividades lenta e gradualmente.
• Evitar o cigarro e medicamentos para dormir.
• Alimentar-se até duas horas antes do exercício.
• Respeitar seus limites pessoais.

Para finalizar, devemos ressaltar que a prática de atividade física deve ser sempre indicada e acompanhada por profissional qualificado, incluindo médicos, fisioterapeutas e profissionais de educação física. Caso sinta algo diferente, é extremamente importante informar ao responsável. Outro ponto importante, que não deve ser esquecido, é a adoção de uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes, verduras e fibras. Evite o consumo de doces, comidas congeladas e os famosos fast foods. E lembre-se: beba muito líquido (de preferência água e sucos naturais).

A atividade física consiste em exercícios bem planejados e bem estruturados, realizados repetitivamente. Eles conferem benefícios aos praticantes e têm seus riscos minimizados por meio de orientação e controle adequados. Esses exercícios regulares aumentam a longevidade, melhoram o nível de energia, a disposição e a saúde de um modo geral. Afetam de maneira positiva o desempenho intelectual, o raciocínio, a velocidade de reação e o convívio social. O que isso quer dizer? Há uma melhora significativa da sua qualidade de vida!

Realmente não há como negar que a prática de exercícios hoje é um investimento contínuo no futuro, onde as pessoas devem tornar-se mais ativas no seu dia a dia, como subir escadas, praticar atividades como jardinagem, lavagem do carro, passeios no parque, etc. Portanto, saia do lugar!

Fontes: Jones Souza, Boa Saúde, Saúde em Movimento

Conheça mais sobre os 8 Remédios Naturais.

Por Roger C. Oliveira – Eu Recomento!