Ágar-ágar: gelatina vegetal, saudável e natural

Print Friendly

Há alguns anos, almoçando em um restaurante vegetariano, experimentei uma gelatina vegetal muito saborosa. Encantada, perguntei a um funcionário que gelatina era aquela e se poderia ver a embalagem para conhecer o produto. Ele gentilmente trouxe a embalagem e pude ler o rótulo. Que decepção! A gelatina de fato era vegetal, mas estava longe de ser natural. Era pura química! Uma mistura de conservantes, corantes, emulsificantes e por aí vai. A lista era bem grande. Na ocasião, confirmei algo que já havia notado em alguns produtos: não basta ser vegetal, é preciso ser saudável e natural. Por isso, a importância de sempre lermos o rótulo. Não importa o que a embalagem diz, o que vale é a lista de ingredientes. Se a lista é muito grande, já podemos desconfiar!

Esse já não é o caso da gelatina de ágar-ágar. A ágar-agár é uma substância 100% natural e saudável extraída de algas vermelhas. Ela forma com facilidade um hidrogel e não precisa ser refrigerada para endurecer, pois endurece normalmente em temperatura ambiente. Possui cor esbranquiçada e sabor neutro, podendo ser acrescida de qualquer sabor de nossa preferência. A ágar-ágar é facilmente encontrada em lojas de produtos naturais ou em lojas de produtos japoneses. Existem algumas marcas no mercado, mas a que encontro com maior facilidade é a da foto acima.

Na embalagem há instruções de preparo, mas levei um tempinho para pegar o jeito e compartilho com você a seguir:

Gelatina de ágar-ágar

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de ágar-ágar
  • 500ml de água
  • 500ml de suco de sua preferência (maracujá é o nosso predileto)
  • Mel a gosto

Modo de fazer:
Fazer o suco beeeem concentrado e adoçar além do normal (lembre-se de que o suco será diluído em mais 500ml de água, portanto, a quantidade de doce deve ser suficiente para 1 litro de líquido). Reservar. Diluir a ágar-ágar em 500ml de água e deixar ferver por 10 minutos em fogo brando. Desligar. Retirar com uma colher ou escumadeira a espuma branca que se forma após a fervura. Acrescentar o suco concentrado e misturar bem. Colocar em tacinhas ou em um refratário ainda quente (endurece rápido) e deixar esfriar. Não é preciso colocar na geladeira para endurecer.

Sabores que já testei e aprovei: uva (usei o suco 100% integral da Superbom e acrescentei mel), limão (fiz uma limonada bem forte) e maracujá (sempre faço o suco natural bem concentrado).

Em vez de suco, uma amiga preparou leite vegetal com alfarroba (carob) e adoçou com mel. Tive a oportunidade de experimentar e gostei muito, mas ainda não tentei fazer.

Dica: A ágar-ágar também pode ser usada para dar consistência a cremes e coberturas. Um exemplo disso é o creme de amêndoa. Clique aqui para ver a receita.

Bom apetite!